Lançamentos que Prometem

Alguns filmes que tem previsão de estreia para o fim desse ano e começo do ano que vem nos Estados Unidos prometem. São filmes com grandes atores, diretores consagrados e que já estão causando burburinho antes mesmo da estreia. Destaco nessa matéria alguns desses filmes (que se Deus quiser não demoram muito a estrear por aqui).

THE HOURS (2002 - EUA)
Diretor: Stephen Daldry
Com: Meryl Streep, Julianne Moore, Nicole Kidman, Toni Collette, Ed Harris, Claire Daines.
estreia: 27 de dezembro em circuito limitado nos EUA, sem data prevista no Brasil.

Sinopse: A história gira em torno de três mulheres que em épocas diferentes tem suas vidas profundamente afetadas pelos trabalhos da escritora Virgínia Woolf.

Stephen Daldry é diretor do ótimo "Billy Elliot" e isso (além do sensacional elenco) leva a crer que o filme merece atenção. Desde já cogita-se o nome de Nicole Kidman para uma indicação ao Oscar de atriz (ela está feiosa no filme, com uma prótese no nariz, e é sabido que a Academia adora uma atriz bonita fazendo papel de acabada) Espero ansiosamente pelo filme.


PUNCH - DRUNK LOVE (2002 - EUA)
Diretor: Paul Thomas Anderson
Com: Adam Sandler, Emily Watson, Philip Seymour Hoffman.
estreia nos EUA: estreia no dia 18 de outubro, mas ainda não há previsão para o Brasil.

Sinopse: Barry Egan (Adam Sandler) é um pequeno comerciante com sete irmãs que sempre o sufocaram o impedindo assim de se apaixonar por alguém. Quando uma misteriosa mulher (Emily Watson) entra em sua vida, sua jornada romântica começa.

Paul Thomas Anderson (completamente injustiçado até hoje pelo Oscar) é pra mim o melhor diretor de cinema do momento, seus dois filmes anteriores, (que eu assisti, antes desses ele fez um com a Gwyneth Paltrow chamado "Sidney") "Boogie Nights" e "Magnolia" são obras primas do cinema. Nos dois filmes ele fez milagres com Mark Wahlberg (Boogie Nights) e Tom Cruise (Magnolia), dois atores medianos (no caso do Mark Wahlberg, mediano é um elogio) que nos presentearam com atuações excelentes, daí imagino que nesse "Punch - Drunk Love" teremos uma surpresa com o exagerado Adam Sandler. Além de ser um magnífico diretor de atores, PT Anderson faz um cinema que foge aos padrões de Hollywood, seus filmes tem estilo, são inteligentes, e não são feitos pra gerar milhões de dólares, são feitos pra agradar àqueles que apreciam cinema de altíssima qualidade. Com "Punch - Drunk Love", PT Anderson ganhou o prêmio de melhor diretor em Cannes.


ADAPTATION (2002 - EUA)
Diretor: Spike Jonze
Com: Nicolas Cage, Meryl Streep, Chris Cooper
estreia nos EUA: 6 de dezembro em circuito limitado, pro Brasil não há previsão.

Sinopse: o roteirita Charlie Kauffman (Cage) tenta adaptar o livro de não ficção da escritora Susan Orlean (Streep). O livro conta a história de John Laroche (Cooper), um negociante de plantas que clona orquídeas raras e as vende para colecionadores.

Spike Jonze dirigiu o estranhíssimo, mas excelente, "Quero ser John Malkovich", e se nesse filme ele segue a mesma linha, vem coisa boa por aí. Nicolas Cage, um bom ator que tem feito umas roubadas ultimamente, tem sua chance de voltar as boas com a crítica (e com o público) depois desse filme. Em "Adaptation" ele faz dois personagens; Charlie Kauffman e Donald Kauffman (são irmãos), e pelo pedacinho que eu vi, ele está muito bem no filme. Meryl Streep também interpreta duas personagens; a escritora Susan Orlean e a mãe da escritora. Spike Jonze tem estilo e o filme promete.


ABOUT SCHMIDT (2002 - EUA)
Diretor: Alexander Payne
Com: Jack Nicholson, Hope Davis, Dermont Mulroney
estreia nos EUA: 13 de dezembro em circuito limitado (não há previsão de estreia no Brasil)

Sinopse: Warren Schmidt (Nicholson) é um homem na casa dos 60 anos. Ele tenta controlar a vida da filha quando percebe que desperdiçou a sua.

Alexander Payne dirigiu o ótimo "Eleição" (e também "Ruth em Questão", que eu ainda não vi, mas que parece ser bem bacana). A interpretação de Jack Nicholson em "About Schmidt" tem sido muito elogiada e, pelo trailer dá pra perceber que ele realmente está espetacular (ele é sempre muito bom), comenta-se que pode vir por aí uma indicação ao Oscar de melhor ator.


GANGUES DE NOVA YORK (2002 - EUA/Itália/Alemanha)
Diretor: Martin Scorsese
Com: Leonardo Di Caprio, Cameron Diaz, Daniel Day - Lewis, Jim Broadbent, John C. Reilly
estreia no Brasil: 17 de Janeiro (a data poder sofrer alterações)

Sinopse: O filme começa em 1846 e termina em 1863, retratando os conflitos entre os nativos anglo saxões e os imigrantes irlandeses nas ruas de Nova York.

Depois de muita espera, parece, que finalmente o novo filme de Martin Scorsese vai estrear. Há quem diga que a demora se deve ao fato do filme ser ruinzinho... Eu acho difícil, Martin Scorsese é um grande diretor e o filme tem tudo pra ser legal. Vamos esperar...


CATCH ME IF YOU CAN (2002 - EUA)
Diretor: Steven Spielberg
Com: Leonardo Di Caprio, Tom Hanks, Christopher Walken, Jennifer Garner.
Estéia nos EUA: 25 de dezembro, sem previsão pro Brasil

Sinopse: baseado na história verdadeira de Frank Abagnale Jr. (Di Caprio) - que adotava inúmeras identidades durante sua fuga da polícia - e do agente do FBI (Hanks) que o procurava.

É um filme de Steven Spielberg (que muita gente gosta de criticar, mas cujo talento é inegável) e só por isso vale a espera. Leonardo Di Caprio estreia em dois grandes filmes quase ao mesmo tempo ("Gangues.." e "Catch me..."), isso tem gerado comentários de uma possível indicação ao Oscar, mas é muito difícil prever sem ter visto nenhum dos filmes.

Além desses filmes, muitos outros que merecem atenção ainda irão estrear, como "O Senhor dos Anéis: As Duas Torres" (sucessão garantido - quem viu "A Sociedade do Anel" em DVD tem uma idéia do que vem por aí), "Equilibrium" - um thriller de ficção científica com Christian Bale que "parece" ser bacana, "Solaris" , remake de um clássico da ficção científica, dirigido por Steven Soderbergh, com George Clooney no elenco, "Chicago" - adaptação do famoso musical da Broadway, com Reene Zellweger, Catherine Zeta - Jones e Richard Gere, mas esses - e outros - ficam pra uma próxima matéria.

(*) a estreia em circuito limitado se deve ao fato de que para concorrer ao Oscar um filme precisa estrear até o final do ano anterior ao prêmio. De olho no prêmio máximo do cinema, muitos estúdios lançam seus filmes em circuito limitado para que eles estejam aptos a concorrer e só depois os lançam em circuito nacional. Se esses filmes receberem bastante indicações é bem provável que sejam lançados por aqui sem muita demora, caso passem em branco pelas indicações, só Deus sabe quando eles chegam ao Brasil. Vamos torcer por muitas indicações!

Feito por: Juliana de Paula