Em SUPER HERÓIS – A LIGA DA INJUSTIÇA, a equipe de cineastas por trás de sucessos como Todo Mundo em Pânico (Scary Movie), Uma Comédia Nada Romântica (Date Movie), Deu a Louca em Hollywood (Epic Movie) e Espartalhões (Meet the Spartans) coloca agora sua marca única e inimitável em um dos maiores e mais explorados gêneros de cinema de todos os tempos: os filmes de tragédia.

SUPER HERÓIS – A LIGA DA INJUSTIÇA segue as cômicas desventuras, durante uma noite fatídica, de um grupo de jovens ridiculamente atraentes tentando sobreviver quando todos os desastres e catástrofes naturais conhecidos — asteróides, tornados, terremotos e muito mais, atingem a cidade e seu caminho enquanto tentam resolver uma série de mistérios para acabar com a violenta destruição.

Usando tudo e todos como alvo, desde Indiana Jones ao Homem de Ferro, Amy Winehouse e High School Musical, SUPER HERÓIS – A LIGA DA INJUSTIÇA satiriza os ícones dos filmes que foram sucesso de bilheteria e da cultura pop e algumas figuras públicas no meio do caminho, já que Jason Friedberg e Aaron Seltzer ironizam tudo, de um jeito que só eles sabem.


SOBRE A PRODUÇÃO

Com seu estilo inimitável, criativo e satírico, Jason Friedberg e Aaron Seltzer — a equipe de cineastas por trás de sucessos como Todo Mundo em Pânico (Scary Movie), Uma Comédia Nada Romântica (Date Movie), Deu a Louca em Hollywood (Epic Movie) e Espartalhões (Meet the Spartans) assumem um dos maiores e mais explorados gêneros de cinema de todos os tempos: os filmes de tragédia.

Com o nome cômico de 'Super Heróis - A Liga da Injustiça', o filme de comédia/drama/aventura/romance/ação, que não é 3D, concentrase em um grupo de jovens ridiculamente atraentes tentando sobreviver quando todos os desastres naturais conhecidos — asteróides, tornados, terremotos e muito mais, atingem a cidade em uma noite fatídica. A história segue as cômicas desventuras desses amigos enfrentando as catástrofes e ao mesmo tempo tentando colocar um fim na destruição ao resolverem uma série de mistérios.

'Super Heróis - A Liga da Injustiça' usa tudo e todos como alvo, desde Sex and the City e Homem de Ferro (Iron
Man) a Miley Cyrus e os Jonas Brothers, satirizando filmes, ícones da cultura pop e algumas figuras públicas no meio do caminho. “Todos os desastres possíveis e imagináveis — tanto naturais quanto causados pelo homem — que possam ocorrer em um período de 24 horas aparecem no filme", diz Friedberg.

“Nada é bizarro demais para se divertir, seja uma catástrofe climática ou uma pessoa com um jeito exagerado. Tudo é válido”. 'Super Heróis - A Liga da Injustiça' faz paródias de alguns dos maiores sucessos e estrelas do ano. Com piadas rápidas e impiedosas, o filme começa com uma paródia de 10.000 A.C. ao representar um homem pré-histórico com uma inteligência duvidosa correndo de um dinossauro.


Enquanto tenta escapar, ele encontra Wolf de American Gladiators, que o desafia para uma luta, e Amy Winehouse, que confunde com um tigre dente-de-sabre. Ela tira desajeitadamente um laptop de seu penteado
exagerado para conferir seu perfil no site Facebook. Duas das personagens principais, Juney e a Princesa Encantada, são paródias por si só. Juney é estranhamente parecida com a adolescente grávida Juno, com seu sarcasmo rápido e inteligente. A Princesa Encantada é uma sátira do filme Encantada (Enchanted). Mesmo com toda sua vulgaridade e promiscuidade, ela saiu direto de um conto de fadas. Outras piadas absurdas incluem o elenco, fazendo uma performance ao estilo High School Musical e Hannah Montana sendo morta por um meteoro.

Para dar vida a essas situações e personalidades exageradas, o filme precisava de atores e colaboradores seguros e extrovertidos. As estrelas do filme, principalmente, foram uma verdadeira força criativa com sua
sagacidade e carisma individual. Matt Lanter lidera o elenco (Heroes, Star Wars: The Clone Wars) como "Will Jones” e seus problemas românticos impulsionam a história. Lanter, que já foi visto na televisão, cinema e até mesmo nos palcos, fez sua estreia no gênero com 'Super Heróis - A Liga da Injustiça'.


O ator diz: “Nunca fiz um filme de comédia satírica. É a minha primeira experiência trabalhando com o pessoal e com esse tipo de história. Sempre quis fazer esse tipo de filme, pois cresci assistindo a filmes como Top Gang (Hot Shots) e Corra Que a Polícia Vem Aí (Naked Guns). São os meus filmes favoritos. É um sonho se tornando realidade". No estilo satírico tradicional, o filme faz piada com muitos dos ícones atuais. “Quando a namorada de Will se perde, o filme mostra a ida do restante do grupo para uma aventura maluca e um monte de coisas
acontece. Nem me lembro de tudo! Também interpreto o cara de 10.000 A.C. (10,000 BC) que aparece no começo do filme. Ainda tenho a barba e o rastafári. Vai ser demais! Eu interpreto até Zac Efron de High School
Musical. Estou com as músicas do filme na cabeça e não somem de jeito nenhum".

Quem retorna ao ramo da comédia é Carmem Electra, voltando a trabalhar com Friedberg e Seltzer. Vanessa Minnillo e Kim Kardashian estreiam nas telas de cinema com 'Super Heróis - A Liga da Injustiça'. Fechando o elenco, Tad Hilgenbrink e uma série de atores especializados em comédia de improviso, como Nicole Parker, Crista Flanagan e Ike Barinholtz, todos de Mad TV, e Gary "G-Thang" Johnson. “Tenho muita sorte de ter trabalhado com Aaron e Jason tantas vezes”, diz Electra, que se uniu a eles em Uma Comédia Nada Romântica (Date Movie), Deu a Louca em Hollywood (Epic Movie) e Espartalhões (Meet the Spartans). “Eu adoro os dois e os filmes. Sinto-me muito à vontade. Quando se tem a oportunidade de trabalhar com duas ótimas pessoas,
com um roteiro engraçado e todos os elementos cômicos que eles acrescentam?”

Por exemplo, durante uma luta, satirizando World Wrestling Entertainment, Electra enfrenta Kim Kardashian com um brilho nos olhos... E quase nenhuma roupa. “Ela é uma graça”, diz Kardashian sobre Electra, “mas foi muito
intimidadora aquela grande cena de luta entre nós duas. Estava usando apenas um collant e ficamos o tempo todo nos engalfinhando. Fiquei nervosa porque Carmem tem metade do meu tamanho, mas ela foi maravilhosa e me ajudou muito a terminar a cena. Esta cena é provavelmente a minha favorita”.

Electra acrescenta: “Foi muito divertido gravar. Quando você assiste ao filme, dá para ver que o elenco está realmente se divertindo. Acho que o público vai se divertir assistindo tanto quanto me diverti fazendo. Em filmes
como este é sempre importante se divertir”.

Mas nem tudo foi diversão. Em um momento das filmagens, houve um clima de tensão real no set quando Flanagan, que fazia um quadro "Keeping Up with the Kardashians" (Conheça os Kardashians) no programa Mad TV, foi conhecer Kardashian pela primeira vez. “Estava muito nervoso para conhecê-la por causa do quadro que fazia sobre ela e sua família”, diz Flanagan. “Prendi a respiração quando a vi pela primeira vez e pensei: “Ai, por favor, não fala nada”. Mas, Kim veio bem em minha direção e disse: “Achei muito engraçado e legal”. Ufa, essa foi por pouco!”.

Para Flanagan, a história fica ainda melhor. No set, Kardashian apareceu com uma teia de aranha colada na parte de trás da calça e começou a gritar: “Tira! Tira!” Flanagan conta: “Quando fui ver, estava colocando a
mão na bunda de Kim! Foi tão legal… e meio estranho. O pessoal não conseguia acreditar. Todo mundo ficava falando: “você colocou a mão na bunda dela!”Foi um momento de muito orgulho”.

O elenco e cineastas estão particularmente empolgados com 'Super Heróis - A Liga da Injustiça', pois, como disse G-Thang: "leva o gênero para um nível completamente novo. Há várias coisas acontecendo durante o filme. Há coisas caindo, carros pegando fogo, prédios explodindo. Nunca existiu um filme de comédia com tanta ação e espetáculo, mas por isso que é nossa missão salvar o mundo”. Foi realmente uma “loucura no set”, diz Peter Safran, o produtor de SUPER HERÓIS, junto à Firedberg e Seltzer. “Quase todos os dias, o pessoal se matava de rir. Havia várias pessoas muito, mas muito engraçadas ao nosso redor e as improvisações e piadas que todos fizeram eram incríveis e geniais”.

“Uma das melhores coisas sobre uma produção de Jason e Aaron é o jeito tranqüilo, mas eficiente de suas filmagens. Eles são pessoas boas. Ambos preferem usar os mesmos atores e equipe para que não haja muitos tipos envolvidos. As pessoas gostam de trabalhar com eles e para eles”. Os cineastas não gostam de falar de si mesmos ou de seus projetos. “O que devemos dizer? Que somos caras espertos, inteligentes?”, diz Seltzer,
que observa que o público principal de seus filmes são adolescentes e jovens com pouco mais de vinte anos de idade. Geração esta que está uma ou duas décadas distante. “O que temos em comum com o nosso público é nosso grande conhecimento e interesse pela cultura pop e nossa paixão pelas sátiras sociais e culturais. É um tipo muito particular de humor, mas esperamos que os freqüentadores de cinema identifiquem-se com ele”.

Trailers do Filme


Fonte: Imagem Filmes