Recém-Chegada

Sinopse: Lucy é designada por sua empresa para cuidar de uma fábrica em Minnesota. Chegando lá, ela conhece a população local e laços afetivos começam a ser criados.

Recém Chegada (New in Town) é uma típica comédia romântica, só que se passa em temperaturas abaixo de zero. Há muitas piadas que fazem referência ao frio e o envolvimento entre o casal de personagens principais acontece por causa de um problema causado por neve na estrada.

Para quem gosta do gênero, a trilha musical pode ser considerado um dos pontos mais positivos do filme. Canções populares, tanto novas quanto mais antigas, foram selecionadas para cair nas graças do gosto musical tipicamente feminino.

O roteiro defende a valorização do fator humano, em uma sociedade cada vez mais orientada pelas gélidas decisões corporativas. A mensagem positiva não chega a ser nova, mas também não custa reafirmar. A esperança é que as pessoas por trás dessas atitudes que por vezes causam estragos inimagináveis na vida de várias famílias assistam a Recém Chegada e tenham seu coração (se ainda houver um) tocado pela situação do carismático povo de Minnesota.

Cenas e personagens clichês dão o toque final. Há o homem durão que se recusa a emocionar-se e a cena em que várias pessoas confraternizam depois que uma delas fica suja (em outros filmes pode ser lama ou graxa) e decide dividir a experiência com quem estiver por perto.

Tem-se aqui um filme agradável e engraçado, mas que não precisa necessariamente ser visto no cinema.

 

Nota:
Crítica por: Edu Fernandes
Site: www.homemnerd.com