O Leitor

"O que sentimos não é importante - apenas o que fazemos é o que importa". Com essa fala, o professor de direito interpretado por Bruno Ganz define muito bem o argumento da trama de "O Leitor", o novo longa-metragem de Stephen Daldry (As Horas) que estréia nos cinemas em 6 de fevereiro.

Michael Berg (David Kross) é um adolescente de 15 anos que vive na Alemanha pós-guerra. Ele conhece Hanna Schmitz (Kate Winslet), uma mulher 20 anos mais velha, e acabam se envolvendo num romance marcado pela descoberta sexual e pela paixão por grandes nomes da literatura. O romance dura apenas um verão e misteriosamente Hanna desaparece, deixando o jovem Michael desolado. Muitos anos depois, quando Michael é um estudante de Direito, o reencontro torna-se chocante, já que Hanna se encontra no banco dos réus do julgamento de crimes de guerra nazistas. Hanna, contudo, oculta um detalhe no julgamento que poderia mudar drasticamente os rumos de ambos, fazendo com que Michael questione os sentidos da verdade, reconciliação, perdão e culpa.

"O Leitor" é um romance escrito pelo alemão Bernard Schlink, publicado em 1995. Com apenas 218 páginas, o livro se tornou o primeiro romance da Alemanha a atingir o topo da lista de best-sellers do New York Times. No ano seguinte, a Miramax Films adquiriu os diretos de filmagem, enquanto o dramaturgo inglês David Hare tentava convencer o até então roteirista e diretor do projeto, Anthony Mighella, a deixá-lo adaptar o livro para as telas do cinema. Somente depois de quase uma década o projeto sairia do papel autorizado por Mighella e seu parceiro de produção, Sidney Pollack, passando para as mãos de Hare com direção de Stephen Daldry, que já havia trabalhado com ele em "As Horas".

Para o elenco, foram convidados os já conhecidos de Hollywood, Raph Fiennes e Kate Winslet. Fiennes interpreta o papel de Michael Berg na fase adulta, enquanto Kate atravessa as décadas retratadas no filme através do belo trabalho de envelhecimento feito por Ivana Primorac e sua equipe de maquiagem. David Kross foi o jovem ator escalado para interpretar Michael Berg durante as décadas de 50 e 60, onde se passa a maior parte da história. Kross é um ator em ascensão na Alemanha, mas desconhecido nos EUA e principalmente no Brasil, porém desempenha o papel com sutileza e precisão. David tinha 15 anos quando foi selecionado para a produção, entretanto a agenda das filmagens teve que ser reestruturada para que o garoto tivesse 18 anos completos quando as cenas de sexo fossem rodadas.

As relações sexuais de fato estão constantemente presentes na película, assim como os reflexos que essas causaram em Hanna e Michael. A diferença latente de idade entre os personagens principais - alvo de muitos ataques e repreensões quando o romance foi lançado - é justificada por Daldry quando afirma que Hanna e Michael devem ter 21 anos de diferença para que pertençam a gerações diferentes e encarem a guerra de maneiras diferentes, caso contrário, o efeito não seria o mesmo.

"O Leitor" é uma história livre de clichês sentimentalistas sobre o Holocausto, rompendo com os estereótipos das vítimas eternamente pobres e frágeis ou dos guardas terríveis e sanguinários, abordando uma questão complexa e, até então, inédita nos quase 300 filmes já rodados sobre o assunto: como a os filhos da geração que cometeu terríveis atos desumanos digerem o legado que lhes foi deixado?

Nota:
Crítica por: Marina Lourenço Alves
Site: ---