Os 10 Melhores filmes sobre Vampiros

08.11.2012
Renato Marafon

Os Vampiros estão presentes na cultura há mais de 100 anos, e pretendem continuar por mais uma eternidade. Nos cinemas, 'Nosferatu' foi o primeiro clássico, vindo do cinema mudo de F. W. Murnau (1922).

Mas o início da fama dos vampiros nos cinemas se deu pela interpretação de Bela Lugosi em 1931.

O enigmático ator vivia 'Drácula', baseado no romance de 1897 escrito pelo autor irlandês Bram Stoker, tendo como protagonista o vampiro Conde Drácula. Sem dúvida trata-se do mais famoso conto de vampiros da literatura.

Em 1958, Christopher Lee (o Saruman de 'Senhor dos Anéis') assumiu o papel herdado de Lugosi, e gravou um novo 'Drácula'.

Na década de 80, os vampiros dominaram as produções teen. 'Os Garotos Perdidos', 'A Hora do Espanto' e 'Fome De Viver' foram sucessos absolutos. O gênero também ganhou comédias envolvendo os dentuços: 'Amor à Primeira Mordida', com Nicolas Cage, e 'Procura-se Rapaz Virgem', com Jim Carrey.

Nos anos 90, 'Dracula de Bram Stoker' e 'Entrevista com O Vampiro' deram um tom épico ao tema, com superproduções que foram sucesso absoluto nas bilheterias. Mas também teve espaço para filmes divertidos que nunca alcançaram o sucesso nos cinemas, como 'Buffy - A Caça Vampiros' e 'Um Drink no Inferno'.

Os filmes sobre vampiros se recriavam através das décadas.

Nesta década, a franquia 'Crepúsculo' retomou os adormecidos vampiros e voltou a lançar moda. Para a equipe do CinePOP, 'Crepúsculo' tem seus méritos, mas está longe o melhor filme sobre vampiros produzido.

Confira abaixo:

10. Deixa Ela Entrar (2008)

Oskar, um garoto ansioso e frágil de 12 anos, é freqüentemente provocado por seus colegas de classe mais fortes, mas nunca se defende. O desejo do menino solitário por um amigo se concretiza quando ele conhece Eli, uma garota da mesma idade, que se muda para a vizinhança com o pai. Séria e pálida, ela só sai de casa à noite e não parece ser afetada pelas baixas temperaturas. Coincidentemente, a cidade começa a ser assombrada por uma série de assassinatos e desaparecimentos inexplicáveis. Sangue parece ser o denominador comum a estes crimes, e para um garoto introvertido como Oskar, que é fascinado por histórias horripilantes, não leva muito tempo até ele perceber que Eli é uma vampira. Mas um romance não declarado surge entre eles, e ela lhe dá a coragem para lutar contra seus agressores. Para sempre congelada num corpo de doze anos, com todos os sentimentos e emoções confusas de uma adolescente, Eli sabe que só pode continuar a viver se seguir em frente. Mas quando Oskar finalmente vai para o confronto, ela retorna para defendê-lo usando a única arma que conhece.

Ganhou uma refilmagem norte-americana, quase tão boa quanto o original.

9. 'Underworld - Anjos da Noite' (2003) e 'Anjos da Noite: Evolução' (2006)

Como o primeiro e segundo são interligados, vamos levar em consideração que esses dois primeiros 'Anjos da Noite' seja um filme em dois capítulos.

Durante séculos, duas raças rivais evoluíram escondidas dos humanos: os aristocráticos Vampiros e os brutais Lycan (os temidos lobisomens). Eles combatem numa guerra secreta que só terminará quando uma das raças for exterminada. No meio dessa batalha a linda vampira Selena descobre uma conspiração dos Lycans para seqüestrar um jovem médico humano que carrega um mistério, ele é a morte e/ou salvação das duas espécies.

O primeiro filme teve seus prós e contras, agradou uma legião apaixonada por vampiros e lobisomens e desagradou aqueles cinéfilos em busca de algo mais... artístico e inteligente. A sequência se trata, realmente, da evolução. Ao invés de trazer os erros do primeiro filme e transformá-los em acerto, o diretor Len Wiseman decidiu optar pelo lado mais fácil: executar os acertos do primeiro filme e evoluí-los.

Sendo assim, os filmes juntos ficaram com um trama bem construída e interessante, além de ação desenfreada e efeitos especiais à lá 'Matrix'. Ah, e ainda tem Kate Beckinsale poderosa em roupa de couro apertada.

O terceiro filme foi mediano, e o quarto terrível.


8. Vampiros de John Carpenter (1998)

John Carpenter foi, por anos, um dos gênios dos filmes de terror. Ele dirigiu clássicos como Eles Vivem, A Cidade dos Amaldiçoados e Halloween. E antes de cair no limbo, ele dirigiu este ótimo 'Vampiros'.

Jack Crow é um exímio caçador de vampiros que junto com sua equipe de mercenários luta contra essas terríveis criaturas. Ao destruir um covil de vampiros no oeste do Novo México, a equipe de Jack é massacrada, restando apenas Tony e o padre Adam para irem atrás deles. A única pista para encontrar o líder Valek, o poderoso vampiro de 600 anos de idade, é a jovem prostituta Katrina, que foi mordida por ele. Logo descobrem que Valek está a procura da Cruz de Berziers, uma ferramenta que dará o poder suficiente para que ele e seus amigos possam conviver à luz do dia.

James Woods está implacável como caçador de vampiros, e a trama mistura suspense e terror com toques de faroeste. Uma produção imperdível.

7. Um Drink no Inferno (1996)

Eis um filme de várias faces. Começa como policial, muda para drama e termina com um suspense com vampiros. E o melhor? É uma mistureba muito bem sucedida.

Dois irmãos procurados pela polícia por 16 mortes seqüestram um ex-pastor e seu casal de filhos, para poderem atravessar a fronteira com o México e lá se dirigem à uma casa noturna freqüentada por caminhoneiros e motoqueiros, que é uma mistura de cabaré e prostíbulo. Porém, ao chegarem lá eles se deparam com algo totalmente inacreditável.

Com roteiro de Quentin Tarantino e direção de Robert Rodriguez, Um Drink no Inferno surpreende e se transforma em um cult instantâneo.

6. Quando Chega a Escuridão (1987)

É dificílimo encontrar uma cópia deste filme em VHS no Brasil, e ele nunca foi lançado em DVD. Mas o clássico 'Quando Chega a Escuridão', é um dos maiores filmes de vampiros da década de 80.

'Quando Chega a Escuridão' acompanha o jovem fazendeiro Caleb Colton, que conhece a jovem e linda Mae, e embarca em uma perigosa aventura. Seus companheiros - Jesse, Severen, Damondback, Homer - formam um grupo de vampiros que semeiam terror e morte em suas investidas à procura de sangue. Nesta assustadora aventura, são envolvidos também o fazendeiro e veterinário Loy, pai de Caleb, que tenta salvar o filho mediante uma transfusão, e a pequena Sarah, irmã de Caleb, que chega a ser sequestrada pelo macabro grupo.

Se encontrá-lo, não perca a oportunidade de assistir.

Curiosidades
» A palavra “vampiro” não é mencionada nem uma única vez no filme.
» Uma refilmagem do filme foi cancelada por causa do sucesso de 'Crepúsculo', pois os dois filmes possuem uma sinopse parecida.

5. Blade II - O Caçador de Vampiros (2002)

A adaptação de 'Blade - O Caçador de Vampiros' para os cinemas foi muito boa, mas não chegou aos pés desta sequência, dirigida pelo mestre Guillermo del Toro.

Blade (Wesley Snipes) é um ser meio homem, meio vampiro que é consumido pelo desejo de vingança contra os seres que atacaram a sua mãe antes mesmo dele nascer e fizeram com que ele se tornasse o que é atualmente. Com isso, ao crescer Blade iniciou uma verdadeira cruzada pessoal para combater e eliminar os vampiros, mas agora uma nova raça mais poderosa chamada reapers, criada a partir de cruzamentos genéticos entre humanos e vampiros, ameaça eliminar ambas as raças. Visto isso, Blade alia-se aos seus maiores inimigos para que, juntos, possam combater esta nova raça de seres.

Del Toro criou um show de efeitos visuais, com uma fotografia bela e um roteiro excelente. O filme é imperdível!

Pena que a franquia foi afundada pelo terrível 'Blade Trinity'...

Curiosidades
» As filmagens de Blade 2 ocorreram na cidade de Praga, capital da República Tcheca.
» O orçamento de Blade 2 foi de US$ 55 milhões.

4. A Hora do Espanto (1985)

Clássico da 'Sessão da Tarde' e um marco na vida dos saudosistas.

Para o jovem Charley Webster (William Ragsdale) nada poderia ser melhor que um velho filme de terror bem tarde da noite. Assim, quando novos moradores ocupam a casa vizinha a experiência de Charley não deixa nenhuma dúvida de que o comportamento estranho dos novos vizinhos é explicado pelo fato de eles serem vampiros. Charley pede ajuda a Peter Vincent (Roddy McDowell), o apresentador do programa de terror preferido de Charley, mas acontece que Peter, além de covarde, não acredita em vampiros e está neste negócio apenas por dinheiro. Além disto, ele está correndo o risco de passar por louco ao dizer que seus vizinhos são vampiros e, para piorar tudo de vez, a mãe de Charley faz algo que deixa o filho apavorado: ela fica encantada com Jerry Dandrige (Chris Sarandon), um dos vampiros, e o convida para entrar na casa dela.

Mesmo sendo uma produção que beira o filme B, é diversão garantida do início ao fim. O filme teve uma boa sequência, lançada em 1988. Vale a pena a nostalgia de achar ambos nas locadoras e assistí-los.

Ganhou uma refilmagem em 2011, estrelada por Colin Farrell, totalmente descartável.

Curiosidades
» Nos EUA, o filme surpreendeu ao superar em seu lançamento a bilheteria de 'A Hora do Pesadelo 2 - A Vingança de Freddy', que gerara expectativas bem maiores.

3. Garotos Perdidos (1987)

Mais um clássico da 'Sessão da Tarde', 'Garotos Perdidos' continua atual e inteligente.

O Jovem Sam (Corey Haim) e seu irmão mais velho adolescente (Jason Patric), eram adolescentes comuns até se mudarem para a pacata Santa Carla, Califórnia. Coisas estranhas começam a acontecer misteriosamente. Michael está agindo de forma estranha, talvez porque seus novos amigos liderados pelo enigmático David (Kiefer Suterland) não sejam nada comuns. Eles são vampiros dispostos a aproveitar a vida, curtir a noite e transformar Michael no mais novo membro de seu grupo.

Aqui, o diretor Joel Schumacher faz um trabalho de gênio, e usa o vampirismo como uma metáfora ao mundo das drogas, que estava em plena evidência nos anos 80.

Com um elenco de estrelas que estavam em plena ascenção na época e ainda hoje (Jason Patric, Corey Haim, Kiefer Sutherland e Corey Feldman), possuí um roteiro bem estruturado e muito divertido. 'Garotos Perdidos' é um filme obrigatório a todos.

Não perca tempo assistindo as lamentáveis sequências, lançadas direto em Home Video.

Curiosidades
» O título do filme, em inglês The Lost Boys, é uma referência do diretor Joel Schumacher aos personagens de mesmo nome de Peter Pan, que nunca crescem.
» Faz parte da trilha musical do filme uma canção do The Doors, People Are Strange, regravada pela banda inglesa de post-punk Echo and The Bunnymen.
» O ator que interpretou David é Kiefer Sutherland, o mesmo ator de Jack Bauer da série 24 Horas.

2. Drácula de Bram Stoker (1992)

Nesta superprodução maravilhosa, Francis Ford Coppola retorna à fonte original do mito de Drácula e faz questão de manter o nome do escritor no nome do filme.

No século XV, um líder e guerreiro dos Cárpatos renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, pois ela se matou acreditando que ele estava morto. Assim, perambula através dos séculos como um morto-vivo e, ao contratar um advogado, descobre que a noiva deste é a reencarnação da sua amada. Deste modo, o deixa preso com suas "noivas" e vai para a Londres da Inglaterra vitoriana, no intuito de encontrar a mulher que sempre amou através dos séculos.

Gary Oldman faz o papel do conde apaixonado que pensa ter reencontrado sua amada que fora assassinada séculos antes e não mede esforços para tê-la de volta.

Classificar esta fita apenas como mais um filme de terror seria no mínimo injusto. Coppola criou uma verdadeira obra de arte. A começar pelo visual deslumbrante e arrebatador. O elenco é de primeira, com Winona Ryder fazendo o papel de objeto do desejo de Drácula e Anthony Hopkins no de caça vampiros. A produção ganhou 3 merecidíssimos Oscars: de figurinos, maquiagem e efeitos sonoros.

Curiosidades
» O grito do Príncipe Vlad após ele cortar a cruz com sua espada não é de Gary Oldman. Nesta cena em especial a voz de Oldman foi dublada pela de Lux Interior, vocalista da banda punk The Cramps.
» Sadie Frost decidiu pintar seu cabelo de vermelho após perceber que estava se parecendo muito com Winona Ryder no filme.

 

1. Entrevista com o Vampiro (1994)

A escritora do livro desta adaptação, Anne Rice, não queria nem saber de Tom Cruise no papel do vampiro Lestat. Depois que viu o resultado se retratou publicamente. Realmente tudo funciona bem no filme, o clima gótico e o elenco com 3 grandes nomes de Hollywood, além de Cruise estão Brad Pitt e Antonio Banderas. Não tem muitos sustos, mas por outro lado, é um dos melhores filmes sobre vampiros já feitos (ou, segundo este editor, O MELHOR).

É noite em São Francisco. Após 200 anos de vida sem fim, Louis de Ponte de Lac (Brad Pitt, de Thelma & Luise) decide contar toda sua história a um jovem repórter (Christian Slater, de Robin Hood - O Príncipe dos Ladrões). Uma história de desejo, terror e êxtase... O conto sombrio do vampiro Lestat (Tom Cruise, de A Firma), a chance de experimentar o poder da eternidade. Lestat... imortal... senhor da noite... o mais atraente e perigoso de todos os vampiros... capaz de saborear os prazeres da noite em busca de novas vítimas para sustentar sua existência.
Atormentado por uma vida sem significado, Louis parte para o mundo, à procura de vampiros como ele, e não como Lestat. Encontra apenas violência e destruição, ao lado da pequena Cláudia (Kirsten Dunst) e do enigmático Armand (Antonio Banderas, de Os Reis do Mambo).

Uma obra-prima da literatura e cinema, com uma direção impecável e uma fotografia que enche os olhos de qualquer cinéfilo! Imperdível.

Curiosidades
» O entrevistador do filme inicialmente seria o ator River Phoenix, que faleceu antes do início das filmagens.
» A atriz Christina Ricci chegou a fazer testes para a personagem Claudia.

 

Bônus

Entre outros filmes de vampiros que valem ser assistidos estão: '30 Dias de Noite' (2007), 'Vamp - A Noite dos Vampiros' (1986), 'A Dança dos Vampiros' (1967), 'Van Helsing - O Caçador de Monstros' (2004) e 'Buffy, a Caça-vampiros' (1992).

 

Confira todos os CineTOP!